Seguros de cargas arrecadam R$ 3 bilhões até agosto

O seguro de transportes de cargas no País está em alta com a retomada das atividades pós-pandemia. Uma curiosidade no setor é que os números são puxados, também, pelas remessas de vacinas e insumos contra o Covid-19 para o Brasil – associadas às exportações do agronegócio.

De janeiro a agosto, a arrecadação do segmento atingiu R$ 2,91 bilhões em volume de prêmios, alta de 32% em relação ao mesmo período de 2020. Contribuiu para isso a demanda crescente pelo transporte aéreo de cargas, aponta a Federação Nacional de Seguros Gerais.

Mas nesse setor cresceu também o volume de sinistros. De janeiro a agosto, as indenizações pagas pelas seguradoras totalizaram R$ 1,338 bilhão, um crescimento de 16% em relação ao mesmo período do ano passado.

"Esse fenômeno é mais acentuado no transporte rodoviário de cargas. Considerando somente acidentes e roubo de cargas, as reservas de sinistros somaram R$ 812,53 milhões nos primeiros oito meses do ano, contra R$ 510,36 milhões em 2020, um crescimento de 59,2%", aponta a FenSeg.

Isto É